Beneficios da Dieta Low Carb

Beneficios da Dieta Low Carb

7 benefícios inesperados para a Saúde em uma Dieta Low Carb

Uma Dieta Low Carb é aquela que limita a ingestão de alimentos ricos em carboidratos, como pão, macarrão e grãos dentre outros. E também limita outros alimentos açucarados e processados, essa dieta é rica em proteínas, gorduras saudáveis ​​e vegetais não ricos em amido.

Segundo muitos estudos, fazer uso da Dieta Low Carb resulta em rápida perda de peso, muito  mais do que em dietas com pouca gordura. Também é comprovada a melhora da pressão arterial, açúcar no sangue e colesterol. Sendo um benfeitor ao seu metabolismo completamente.

O que é uma dieta baixa em carboidratos?

As “Dietas Low  Carb”  implica uma dieta que limita a ingestão de carboidratos. É uma dieta pobre em carboidratos. Literalmente, é o que parece.

Em um plano de dieta com baixo teor de carboidratos, é provável que você coma  entre 20 a 150 gramas de carboidratos por dia somente. Isso é cerca de uma maçã para 3 xícaras de arroz.

É diferente em diferentes tipos de dietas com pouco carboidrato. Cada dieta vem com seu próprio conjunto de restrições e regras sobre quais carboidratos e quanto comer.

Tome a dieta Paleo, por exemplo. É uma dieta rica em proteínas e com pouco carboidrato, que restringe todos os grãos, incluindo quinoa e arroz. Até restringe legumes como feijão, soja, lentilha e amendoim.

Mesmo algumas frutas estão fora dos limites, mas é uma dieta que não tem restrições sobre a quantidade de carboidratos que você pode comer. Se suas opções de carboidratos são Paleo, você pode comê-las.

Ao remover os carboidratos ricos em amido, eles permanecem magros. Essa é a maneira Paleo de consumir carboidratos baixos, outra dieta baixa em carboidratos é a dieta Atkins .

A Dieta Atkins adota uma abordagem diferente, sua seleção de carboidratos é muito mais ampla e atende às idéias gerais de uma alimentação saudável.

Você pode dizer que eles são mais inclusivos nesse sentido, mas restritivos na quantidade, para começar, a dieta tem quatro fases.

Na fase 1, você só pode comer até 20 gramas de carboidratos por dia. Nas fases 2, 3 e 4, a quantidade de carboidratos aumenta.

A quantidade exata de carboidratos permitida nessas fases posteriores depende do seu próprio nível de tolerância ao carboidrato.

Na Atkins, é essa tolerância individual a carboidratos que determina a quantidade de carboidratos que deve ser baixa. Estes são apenas dois dos mais populares, mas existem muitos mais por aí.

Muitas outras dietas também adaptam o conceito de carboidratos baixos, o que acrescenta mais opções a quem deseja emagrecer, métodos Low Carb conhecidos como por exemplo o Q48 funciona mesmo e tem muitos adeptos.

A dieta cetogênica é um exemplo. É uma dieta rica em gorduras, com uma contagem muito baixa de carboidratos e uma quantidade moderada de proteínas.

Toda a ideia dessa dieta de baixa carboidrato e alta proteína é entrar no corpo um estado de cetose, que promove a perda de peso, algumas dietas associadas a exercícios, para alegria das mulheres também permite aumentar os glúteos e pernas assim como ganho de massa muscular.

Aqui está uma lista de algumas outras dietas populares com pouco carboidrato:

  • Zero-Carb
  • Dieta mediterrânea
  • Dieta de South Beach
  • Dukan Diet
  • TheWhole30

Enquanto cada dieta difere em suas escolhas e porções alimentares, o terreno comum é que é pobre em carboidratos.

E que os carboidratos reduzidos são geralmente compensados ​​por proteínas e gorduras moderadas a altas.

Por que uma Dieta Pobre em Carboidratos?

Dietas com pouco carboidrato obtiveram popularidade por seus benefícios à saúde. Segundo estudos, elas beneficiam  o combate a diabetes, pressão alta, doenças crônicas e outros.

Também leva à perda de peso e perda de gordura, por alteração do metabolismo. Então, por que razão uma dieta baixa em carboidratos (Low Carb) funciona tão bem?

Para entender por que os carboidratos baixos, vamos dar uma olhada no que é, só então você poderá ver seus benefícios.

O que são carboidratos?

Carboidratos são necessários ao nosso corpo e fazem parte da nossa alimentação, eles são um dos três macronutrientes: proteínas, gorduras e carboidratos.

Os carboidratos são a principal fonte de energia do corpo, e você também pode pensar que a maioria das coisas que você come tem carboidratos.

Isso é porque eles estão por toda parte. Os carboidratos estão em tudo, desde frutas, grãos e vegetais. Eles estão presentes em alguns produtos lácteos, como leite, manteiga e iogurte.

Os carboidratos são essenciais para o bom funcionamento do corpo, portanto se ingeridos corretamente, não são inteiramente um vilão da nossa saúde.

Eles fornecem ao corpo a glicose necessária para obter energia, para que possa funcionar da maneira que deve. É bastante essencial a saúde, na verdade.

Mas quando você olha para os carboidratos, precisa saber que existem dois tipos.

  • Carboidratos simples
  • Carboidratos complexos

Carboidratos simples

Carboidratos simples são chamados de açúcares simples, eles são encontrados naturalmente em alimentos como frutas, legumes e laticínios.

Alimentos processados ​​como doces, açúcar de mesa, xaropes e refrigerantes são carboidratos simples. Eles dão um sabor doce à sua comida.

Quando você come carboidratos simples, eles são quebrados e absorvidos rapidamente para fornecer energia ao seu corpo.

Devido à sua rápida absorção, eles tendem a aumentar os níveis de glicose no sangue rapidamente, uma das razões pela qual se deve evita-los.

No entanto, os encontrados naturalmente nas frutas são bons. Ou qualquer outro alimento natural. Porque os alimentos em sua forma original, como frutas, vêm com toneladas de nutrientes.

O problema é com os encontrados em alimentos processados, como pão, macarrão, biscoitos e cremes, etc.. Que antes de chegarem à sua mesa, eles passam por um processamento rigoroso.

Durante o processo, eles são despojados de nutrientes e deixados como calorias vazias, portanto, eles têm pouco ou nenhum valor nutricional, isso facilita o emagrecimento saudável.

Além disso, são processados com conservantes nocivos para que possam durar mais tempo. Muitas dietas com pouco carboidrato limitam os carboidratos para evitar a ingestão de alimentos processados.

Em vez disso, eles se concentrarão em comer alimentos integrais em seu estado mais natural.

Carboidratos complexos

 

Carboidratos complexos são encontrados em alimentos como feijão, lentilha, grãos integrais e vegetais. Assim como os carboidratos simples, os carboidratos complexos também se transformam em glicose (açúcar no sangue) no corpo para serem usados ​​como energia.

A diferença está em quanto tempo eles levam para “quebrar” e serem digeridos. Carboidratos complexos geralmente levam bem mais tempo para quebrar.

Eles são compostos de várias vitaminas, minerais e fibras que beneficiam sua saúde. Ao consumir carboidratos baixos, é essencial escolher carboidratos complexos em vez dos simples.

Dessa forma, você pode consumir vitaminas essenciais e carboidratos que precisa, sem aumentar o açúcar no sangue. Reduzindo a ingestão de calorias vazias, o que também é uma vantagem.

Por que você ainda precisa de carboidratos

Para começar, nem todos os carboidratos são ruins, os carboidratos são um dos três macronutrientes e tão importantes quanto proteínas e gorduras.

Tem funções essenciais e oferece vitaminas exclusivas para carboidratos. Seu corpo não apenas depende deles para obter energia, mas também os prefere como sua principal fonte de combustível.

Depois que os carboidratos são quebrados, eles se transformam em energia e alimentam tudo que você faz, desde dormir até malhar. De fato, seu cérebro também funciona com glicose.

Sem eles, você não será capaz de pensar ou funcionar corretamente, o problema não é o próprio carboidrato. Mas sim os carboidratos refinados altamente processados ​​que as pessoas tendem a comer em excesso .

Em essência, são as escolhas de carboidratos e suas porções em excesso que prejudicam nossa saúde. E a dieta ocidental moderna é cheia de carboidratos refinados e não saudáveis.

Uma dieta rica neles tem sido associada a muitos problemas de saúde, como colesterol, alto nível de açúcar no sangue, diabetes tipo 2 e a resistência à insulina.

Essas combinações de riscos à saúde faz a fórmula perfeita para o desenvolvimento de diabetes. Isso também é verdade mesmo em pessoas saudáveis.

Felizmente, reduzindo a ingestão de carboidratos refinados, você também pode reverter os riscos para a saúde. E é por isso que uma dieta baixa em carboidratos é tão benéfica.

Outro grande benefício de uma Dieta Low Carb é que ela reduz sua dependência de carboidratos para obter energia.

Carboidratos insuficientes forçam o corpo a usar outra fonte de combustível, que é gordura e proteína o que acelera a queima. Esta é a ideia por trás da dieta Low Carb

Você cria um estado em que seu corpo usa gordura como fonte de energia, em vez de carboidratos. Essa também é a ideia por trás de muitas outras dietas com baixo consumo de carboidrato.

Limite a ingestão de carboidratos, para que o seu corpo olhe para a gordura armazenada nele para se alimentar. Mas não são todos os carboidratos que você precisa reduzir.

O que você precisa reduzir é a quantidade de carboidratos prejudiciais de nossas dietas. Em vez disso, substitua-os por grãos integrais, vegetais não ricos em amido e frutas com baixo índice glicêmico.

E muitos estudos descobriram que as pessoas desse tipo de dieta são as mais saudáveis. Eles têm peso corporal saudável e menor risco de muitas doenças modernas.

Portanto, sem mais delongas, aqui estão 5 benefícios inegáveis ​​para a saúde de uma dieta baixa em carboidratos.

1- Reduza seu apetite e reduz a fome

Uma dieta baixa em carboidratos pode ajudar a perder peso de várias maneiras. Primeiro, suprime sua fome e apetite. Como resultado, reduz o total de calorias diárias.

De fato, a fome é uma das razões mais importantes pelas quais a dieta falha. Com uma dieta pobre em carboidratos, na maioria dos casos é uma redução automática do apetite.

Segundo o médicos e estudiosos no assunto , a maioria das pessoas experimenta menos desejos e apetite com uma dieta baixa em carboidratos.

Um estudo citou uma descoberta semelhante. Pesquisadores observaram um desejo menos constante por alimentos, com uma dieta baixa em carboidratos e um plano de dieta com pouca gordura.

Aumentando em sua dieta o consumo de proteínas é um fator que contribui. A ideia é que uma dieta pobre em carboidratos é uma maneira eficaz de reduzir o apetite e suprimir a fome.

2-Perder peso e queimar gordura

Muitos estudos mostram que dietas com pouco carboidrato resultam em perda de peso e queima de gordura rápida. E toda a intenção das Dietas Low Carb é exatamente essa.

A falta de carboidratos ajuda a manter a insulina sob controle, o que força o corpo a usar a gordura armazenada para obter energia. Isso é conhecido como  cetose . Um  estado metabólico causado pela baixa ingestão de carboidratos.

dieta cetogênica,  juntamente com outras dietas com pouco carboidrato, coloca seu corpo em cetose, privando carboidratos. Com uma dieta baixa em carboidratos, seu corpo se torna muito eficaz ao usar gordura como combustível.

Você não só vai perder peso, mas também queimar gordura corporal. Para entrar no estado de cetose, sua ingestão diária de carboidratos deve estar entre 20 a 50 gramas por dia.

Segundo um estudo, dietas com baixo teor de carboidratos produzem mais resultados de perda de peso do que dietas com baixo teor de gordura, colaborando também para acabar com a flacidez e a celulite.

Outro estudo mostra que você pode até perder 2 a 3 vezes mais peso com uma Dieta Low Carb do que uma feita com pouca gordura .

Com uma dieta pobre em carboidratos (Low Carb), os praticantes são capazes de adicionar carboidratos saudáveis ​​depois de atingirem o peso desejado.

Em Linhas gerais uma dieta baixa em carboidratos demonstrou ser eficaz na perda de peso e queima de gordura. Reduzir calorias da ingestão de carboidratos tem sido bastante benéfico para a perda de peso.

3- Acaba o Inchaço da Barriga

Certos carboidratos, como pão, macarrão e doces, causam problemas estomacais. Podendo até provocar inchaço. Com uma dieta baixa em carboidratos, as pessoas experimentam muito menos desses problemas, incluindo prisão de ventre.

Isso ocorre porque os alimentos processados ​​contêm adição de açúcar e sal que causam inflamação. Ao cortar alimentos processados, você também minimiza os gatilhos causadores.

Dietas com pouco carboidrato são baseadas em carboidratos complexos e saudáveis. Eles são abundantes em vegetais não amiláceos (sem amido), frutas e grãos integrais.

E eles também são ricos em fibras alimentares. Sendo esse um nutriente conhecido por melhorar a saúde digestiva e diminuir o inchaço.

4- Perca a Gordura da Barriga

Ter muita gordura corporal indesejada é perigoso em geral. Mas ter gordura concentrada na barriga é mais alarmante do que gordura em outras áreas como coxas e braços.

A camada profunda da gordura da barriga chamada gordura visceral. É, de fato, a gordura mais perigosa do corpo. Está ligado a tudo, desde doenças cardíacas até diabetes tipo 2.

Para reduzir o risco, se você tiver gordura visceral, é melhor se livrar dela. Uma dieta baixa em carboidratos é uma  maneira eficaz de reduzir a gordura da barriga .

Há evidências científicas para isso também. Segundo um estudo, dietas com baixo teor de carboidrato são mais eficazes do que as dietas com baixo teor de gordura para vencer a gordura da barriga.

Além disso, com uma dieta low carb, a perda de gordura vem da cavidade abdominal. Não apenas você consegue queimar gordura com uma dieta low carb, mas também consegue atingir a gordura da barriga.

5- Reverte a Diabetes tipo 2

O principal problema do diabetes está enraizado no alto nível de açúcar no sangue. E esse açúcar no sangue geralmente vem de carboidratos.

Ao reduzir a ingestão de carboidratos, ele ajuda a gerenciar seus níveis de açúcar no sangue. Para esse fim, muitos tentaram dietas com pouco carboidrato e reverteram o diabetes tipo 2.

Ao reduzir a quantidade de açúcar que entra na corrente sanguínea diminui a glicose do sangue, e o nível de insulina pode ser melhor gerenciado.

Isso também elimina o risco de desenvolver resistência à insulina que pode levar ao diabetes tipo 2. Em outras palavras, uma dieta Low Carb (baixa em carboidratos) ajuda a impedir o desenvolvimento de diabetes.

Estudos mostram resultados proeminentes. Em um estudo, uma dieta baixa em carboidratos leva a menores necessidades de medicamentos para baixar a glicose. Era visível na maioria dos participantes com diabetes tipo 2.

* Consulte o seu médico antes de alterar sua dieta ou medicamento. Este artigo é apenas para fins informativos.

Em termos gerais é que uma dieta baixa em carboidratos, demonstrou ser eficaz na redução dos níveis de açúcar no sangue. Também é uma maneira muito eficaz de gerenciar o diabetes tipo 2.

 

6- Gerenciar Pressão Alta

A pressão alta, conhecida como hipertensão, pode aumentar o risco de vários problemas de saúde. Doenças cardíacas, derrame e insuficiência renal, para citar alguns.

Dietas com pouco carboidrato são comprovadamente eficazes na redução da pressão arterial. Em alguns casos, foi demonstrado que até normaliza completamente a pressão arterial.

De acordo com um estudo realizado pela Duke University (USA), mostram que  a Dieta Low Carb pode ajudar a melhorar a glicemia. Também pode ajudar a reduzir a necessidade de medicamentos para diabetes tipo 2.

O pesquisador principal da Duke University e coordenador da pesquisa Dr. William,  recomenda é um proponente de uma dieta pobre em carboidratos. Ele afirma que pode combater problemas de peso com pressão alta.

Ele também aponta que você pode tentar uma dieta em vez de medicação e obter os mesmos resultados de perda de peso com menor custo. E potencialmente menos efeitos colaterais, principalmente se associada a exercícios físicos.

Nesse estudo de 146 pacientes obesos ou com sobrepeso, aqueles que fizeram uma dieta pobre em carboidratos perderam uma média de 9,5% do peso corporal.

Esse resultado foi melhor do que aqueles que fizeram dieta com pouca gordura e modificaram a medicação para pressão arterial.

O grupo de dieta pobre em carboidratos também caiu 5,9 pontos na leitura da pressão arterial. O outro grupo viu um aumento de 1,5 pontos no outro grupo.

A conclusão  é que uma dieta baixa em carboidratos não só ajuda na perda de peso, como também ajuda a controlar a pressão arterial.

7- Bom Para alguns distúrbios cerebrais

É verdade que nosso cérebro funciona com glicose. Mas limitar a ingestão de carboidratos não terá impactos negativos no seu cérebro.

Aqui está o porquê.

Parte do cérebro precisa de glicose para funcionar e continuar funcionando. Mas quando os carboidratos ficam baixos, seu fígado é capaz de produzir glicose a partir de proteínas para o uso do cérebro.

O cérebro também pode queimar cetonas para obter energia quando necessário. Esta é a verdadeira intenção por trás da “dieta cetogênica”. Tudo começou como uma maneira de tratar a epilepsia em crianças.

E a pesquisa encontrou sucesso. Em um teste, a maioria das crianças em dieta cetogênica teve uma redução superior a 50% nas convulsões. 16% até ficaram livres de convulsões.

A Aplicação de dieta pobre em carboidratos, como a dieta Low Carb, agora está sendo estudada para outros distúrbios cerebrais. A doença de Alzheimer e a doença de Parkinson estão entre o grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *